Home Up

HIV Discrimination
Speaking Out Testimonials HIV Discrimination Obedience Claims of Divinity Indian Press Articles Kooks Nuts


 

Sahaja Yoga Discriminates Against HIV Patients

From the TASY forum:
From: Simon_D_M [mailto:simon@dicon.fsnet.co.uk]
Sent: Thursday, December 04, 2003 7:23 AM
To: talk-about-sahaja-yoga@yahoogroups.com
Subject: [talk-about-sy] do not visit houses of HIV positive people

A correspondent writes:

Eduardo Marino, one of the new world leaders made the press in 1999 in Brazil My summarized translation from Portuguese is just to give you an idea. Miguel could certainly do a better job.

Cult accused of discriminating HIV positive

According to the teachings of SY, followers should not visit houses of HIV positive people. A stylist, Albino Ursulino, 37, joined the cult end feb 1999 in search of spiritual evolution. 4 months later he was surprised to learn that he was no longer welcome to the weekly meetings. Reason: HIV positive, his presence was a disturbance to the vibrations,as explained by one of the followers.

3 days before being denied access to the group, the stylist received a manual for Aids treatment, based on the advice of the world leader of SY, an indian woman named Mataji Nirmala Devi. In the section 'Important Observations' the manual recommends 'Sahaja Yogis should not visit houses of people who are HIV positive, nor should SYs visit their houses". The recommended treatment of the cult is for Aids victims to eat gold, in form of ashes.


Estado de Sao Paolo Sexta-feira, 11 de junho de 1999 Seita é acusada de discriminar soropositivo

Pelos preceitos da Sahaja Yoga, seus fiéis não devem freqüentar casas dos portadores do HIV

FELIPE WERNECK

RIO - No fim de fevereiro, o estilista Albino Ursulino da Silva Filho, de 37 anos, procurou a seita de origem indiana Sahaja Yoga em busca de "evolução espiritual". Quase quatro meses depois, na segunda-feira, foi surpreendido pela notícia de que não mais poderia participar das reuniões realizadas na sede carioca da organização, em Laranjeiras, na zona sul da cidade. O motivo: Albino é portador de HIV e, portanto, "sua vibração provocaria uma interferência energética no ambiente", alega um dos dois coordenadores da seita, o programador de softwares Edmundo Pinheiro, de 42 anos, que há oito participa do movimento.

Três dias antes de ser impedido de freqüentar o grupo, o estilista recebeu um manual de "tratamento" de aids, baseado em conselhos que seriam da líder mundial da Sahaja Yoga, a indiana Shri Mataji Nirmala Devi. Na seção de "observações importantes", o manual recomenda: "Os Sahaja Yogis não devem ir à casa das pessoas portadoras de aids nem estas devem freqüentar a casa dos Sahaja Yogis." Ainda de acordo com as recomendações da seita, "as vítimas de aids devem consumir ouro, sob a forma de cinza". De acordo com Pinheiro, o ser humano tem um sistema interno que pode ser prejudicado energeticamente e, segundo ele, a aids requer esse tratamento "especial' porque afeta o muladhara, "um centro básico que sustenta todos os outros".

Albino diz que chegou a realizar alguns dos exercícios indicados pelo manual - como, por exemplo, sentar com a mão direita apoiada sobre o chão e a mão esquerda em direção à foto de Shri Mataji, cantar mantras com a mão no coração repetindo a frase "Mãe, por favor, entra em meu coração", acender velas e meditar -, mas ficou "chocado" quando foi impedido de participar das reuniões. "Foi um impacto, uma decepção total."

Interpretação - Segundo Pinheiro, Albino "nunca foi afastado", apenas "tem pouco tempo para freqüentar a casa" e, portanto, só poderia participar dos atos públicos realizados pela seita. "Acredito que ele tenha se sentido rejeitado por algum motivo, mas estamos abertos para o diálogo, porque essas recomendações não são inflexíveis, dependem de interpretação."

O estilista acredita que os dirigentes da seita tenham tomado conhecimento de que ele era soropositivo por meio de um vizinho seu - a mesma pessoa que lhe apresentou a Sahaja Yoga. "Dizer que a aids é transmitida também por vibrações é uma forma disfarçada de preconceito", afirma. "Eu me identificava com eles, mas agora quero um esclarecimento maior sobre essa questão e não sei até que ponto o fato de eu ser negro influenciou na decisão." Albino também critica o fato de a seita estimular a "cura da aids" por meio da técnica de energização.

Culto - O líder da Sahaja Yoga, o professor de física Eduardo Marino, teria viajado ontem para Nova York, onde participaria de um encontro com Shri Mataji. "Nosso trabalho é de autocura, que busca o interior do ser, e existem grupos em outros seis Estados e 80 países do mundo", diz Pinheiro. Ele afirma que, no Rio, os encontros reúnem semanalmente cerca de 70 pessoas (homens, mulheres e crianças) e os eventos abertos ao público, cerca de 200.

De acordo com o artigo 20 da Lei nº 9.459/97, os dirigentes estão sujeitos à pena de reclusão de 1 a 3 anos e multa, caso seja comprovada a prática de ato discriminatório. Está programada para hoje, às 19h30, a realização de um culto no Fórum de Ciência e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Albino disse que vai participar do culto, mas, desta vez, para protestar.

> > > 8. Wolfgang Hackl > > > 9. Majid Golpour > > > 10. Phillip Zeiss > > > 11. Derek Lee > > > 12. Arneau de Kalbermatten > > > 13. Sergei Perezhogni > > > 14. Nese Algan > > > 15. Ivan Tan > > > 16. Avinash Nichkawde > > > 17. Rodger Akgibe > > > 18. Karan Khurana > > > 19. Alex Henshaw

------------------------ Yahoo! Groups Sponsor ---------------------~--> Buy Ink Cartridges or Refill Kits for your HP, Epson, Canon or Lexmark Printer at MyInks.com. Free s/h on orders $50 or more to the US & Canada. http://www.c1tracking.com/l.asp?cid=5511 http://us.click.yahoo.com/mOAaAA/3exGAA/qnsNAA/UlWolB/TM ---------------------------------------------------------------------~->

To unsubscribe from this group, send an email to: talk-about-sahaja-yoga-unsubscribe@yahoogroups.com

Your use of Yahoo! Groups is subject to http://docs.yahoo.com/info/terms/


Home ] Up ]